fonte normal diminuir fonte aumentar fonte

Endereço Postal

Avenida Roraima, 1000

Cidade Universitária

Bairro Camobi

Santa Maria - RS

97105-900

Localização

Centro de Processamento de Dados

Prédio 48

(55) 3220 8020

Objetivo 5 - Promover a ampliação e a melhoria (atualização tecnológica) da infraestrutura e conectividade de TI

O quinto objetivo do PDTI é o de promover a melhoria e a ampliação (atualização tecnológica) da infraestrutura e da conectividade de TI no âmbito da UFSM. A infraestrutura de TI é fundamental para a realização das atividades diárias, tanto administrativas quanto as voltadas para o ensino, para a pesquisa e para a extensão.

Prover os ambientes de trabalho e de salas de aula com uma rede lógica eficiente e de alta disponibilidade é uma das principais atividades relacionadas com à TI esperadas pela comunidade universitária. As metas desse objetivo estão relacionadas à rede lógica sem fio (wireless); aos laboratórios institucionais de TI; à rede lógica nos campi; à infraestrutura de processamento de dados (datacenter); aos cabeamentos; aos ativos de rede; e à conexão externa. Para atender a esse objetivo estratégico foram definidas as três metas descritas a seguir.

PDTI - Objetivo 5

A meta 16 está relacionada à modernização e ampliação da cobertura de redewireless (rede lógica sem fio) institucional. Essa meta terá como indicador o número de prédios atendidos com a rede wireless institucional. Com a ampliação das possibilidades de uso de mídias alternativas, a rede sem fio torna-se cada vez mais importante. É necessário definir soluções técnicas e ampliar a cobertura dessa rede como forma de inibir a proliferação de redes locais de forma descontrolada, dificultando as atividades relacionadas à gerência da rede.

A meta 17 está relacionada à modernização e ampliação dos laboratórios de TI institucionais. Essa meta será avaliada pelo número de laboratórios institucionais de TI atendidos. Busca-se um ambiente gerenciado com disponibilidade de equipamentos e softwares para acesso aos discentes para a realização de atividades em disciplinas específicas ou para a realização de trabalhos acadêmicos.

A meta 18 está relacionada à modernização e ampliação da infraestrutura da rede lógica do campus. Essa meta será avaliada pela melhoria da taxa média de transmissão. Para o campus sede, busca-se uma velocidade inicial de 1GB, para 2012 e para o ano de 2013, de 10Gb, sendo que para os demais campi busca-seuma velocidade, no ano de 2013, de 1GB. Para garantir essa ampliação serão necessários investimentos em cabeamento de fibra ótica, instalação de novos ativos de rede, contratação de novos enlaces até os campi e melhoria da estrutura de gestão da rede. Essa meta depende da liberação de recursos financeiros do CT- INFRA.

A meta 19 está relacionada à modernização e ampliação da infraestrutura de processamento de dados. Essa meta será avaliada pela consolidação do datacenterda UFSM. O datacenter é um ambiente especial voltado para a instalação dos servidores de serviços corporativos e de gestão da rede, que requer garantia de energia, controle de temperatura e umidade, segurança e restauração, conforme normas técnicas existentes. A dependência dos processos institucionais do suporte da TI somente poderá ser garantida com a instalação desse datacenter, de acordo com as normas técnicas especificadas para este objetivo.

A meta 20 está relacionada à garantia da expansão e atualização tecnológica da infraestrutura de TI. Essa meta será avaliada pela satisfação dos usuários com a infraestrutura. Nela procura-se atender aos equipamentos utilizados pelos usuários para o acesso ao sistema de informação ou para o desenvolvimento das atividades relacionadas ao ensino, à pesquisa e à extensão. A obsolescência dos equipamentos de TI é muito rápida. Novos ciclos tecnológicos são cada vez mais frequentes. Para manter a eficiência dos processos organizacionais e a excelência das atividades de ensino, pesquisa e extensão, é necessário ter um planejamento das compras da TI atendendo às demandas institucionais.

A meta 21 está relacionada com a garantia de disponibilidade da infraestrutura para os serviços de TI. Essa meta será avaliada pela taxa de disponibilidade da infraestrutura. Será necessário atender a uma disponibilidade mínima de 95% de acesso, de forma que o aumento da dependência em relação à infraestrutura de TI não frustre o desenvolvimento das atividades diárias dos servidores e discentes. Para a medição dessa disponibilidade, deverão ser estabelecidos os padrões de eventos a serem considerados e a metodologia de medição, bem como permitir a divulgação (acesso) aos resultados obtidos.



Sobre o PDTI
Execução do PDTI
Plano de Metas
Historico de Elaboração
Contato

UFSM: Avenida Roraima, 1000, Santa Maria, RS, 97105-900 Fone/Fax: (55) 3220-8000 - Desenvolvimento Multiweb/CPD