Estimativa de consumo bruto de sal em idosos

Volume 1, edição anual - 2012

 


 Proposição de resumo para a

III Jornada de Estudos e III Semana Acadêmica do Curso de Nutrição

 

TITULO: ESTIMATIVA DE CONSUMO BRUTO DE SAL EM IDOSOS

Autor(es): Markoski, T.N.¹;  Knob, J.I.¹; Silveira, B.C.¹; Tambara, T.2;  Kirchner, R.M.3, Dallepiane, L.B.4 Instituição: ¹ Curso de Nutrição UFSM/CESNORS – Bolsistas PIVIC; ² Nutricionista UFSM,  3Curso     de Biologia UFSM/CESNORS – Docente, 4 Curso de Nutrição UFSM/CESNORS –Docente.

Palavras chave: Nutrição, sal, idoso.

 RESUMO 

 

OBJETIVO: Identificar o consumo bruto de sal (NaCl) em idosos.  METODOLOGIA: Pesquisa quantitativa, descritiva e transversal, realizada com idosos de  Palmeira das Missões / RS, ambos os sexos, selecionados ao acaso e seguindo a amostra calculada de acordo com  Barbetta (2007) considerando uma margem de erro de 5%. .As variáveis   analisadas foram: a) Sóciodemográfica (idade, sexo, estado civil, escolaridade e renda). Para Escolaridade e Renda foi utilizada a classificação do IBGE; b) Consumo estimado de sal (foi utilizada a estimativa grosseira (bruta) da ingestão de sal pelos indivíduos entrevistados, que consiste no relato da quantidade de sal (cloreto de sódio) utilizado durante o mês com equivalência em g per capita por dia, considerando-se ingestão normal quando abaixo de 6 g de sal/dia Os dados foram analisados no software Statistic. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética da UFSM o nº do processo 23081.009908/2010-10. Os participantes da pesquisa, após a concordância, assinaram um Termo de consentimento Livre e Esclarecido. RESULTADOS: Dos 449 idosos, 68,2%  era do sexo feminino e 31,8% do sexo masculino, com idade predominante entre 65 a 69 anos (26,5%),  casados (54,1%), com 1 a 4 anos de estudos (51,2%) e renda mensal entre 1 a 2 salários mínimos (69,5%). O consumo de sal estimado pela quantidade de sal usado no mês e dividido pelo número de pessoas do domicílio  indicou uma média de 12,9g ± 7,9g (DP). Quando classificado o consumo de sal observou-se que 80,2% consumiram mais de 6g ao dia, acima do recomendado pelas Diretrizes Brasileira de Hipertensão (2005) que é de 6 gramas por dia. CONCLUSÃO: Este trabalho mostrou que o consumo de sal entre os idosos ultrapassou duas vezes as recomendações brasileiras, indicando a necessidade de trabalhos de intervenção junto à comunidade.